Copo meio cheio e meio vazio para Warcraft – O Primeiro Encontro de Dois Mundos. Por um lado, o filme conquistou a maior bilheteria de todos os tempos para uma adaptação de videogames no cinema, com respeitáveis US$430 milhões.

Por outro lado, os investimentos foram tão altos em produção e publicidade que o resultado ainda vai dar prejuízo aos estúdios Universal. Isso porque Warcraft custou US$160 milhões apenas nas filmagens, mas arrecadou míseros US$46 milhões nos Estados Unidos. Em projetos deste porte, é comum que o mercado americano represente cerca de 40% do resultado internacional.

A sorte de Warcraft foi o sucesso inesperado na China, onde arrecadou US$220 milhões – mais da metade do faturamento no mundo inteiro. Mas porque os americanos reprovaram, e os chineses adoraram o mesmo filme?

A resposta não é clara para o analista Jeff Bock. “Warcraft é um caso estranho nas bilheterias, diferente de tudo que a indústria já viu. Se não tivesse sido um sucesso tão grande na China, este seria um grande fracasso. Agora é apenas um pequeno acidente de percurso”.

Especialistas calculam que os produtores registrem um prejuízo entre US$15 milhões e US$40 milhões. De acordo com Bock, os resultados não impedem a produção de Warcraft 2. Quem sabe se os produtores incluírem mais atores chineses, e mais investimento de marketing no Oriente…