The Walking Dead é uma das séries mais assistidas da atualidade. Atualmente com seis temporadas completas, o sucesso zumbi da AMC foi conquistando um público extremamente fiel e dedicado ao longo dos anos. Mas nem todos estão contentes com o rumo criativo da produção.

Um dos mestres do terror, o diretor, produtor e compositor John Carpenter falou sobre a série durante uma conversa no WTF Podcast with Marc Maron (via Independent). O diretor de Halloween criticou a série da AMC e disse que ela retira todas as suas ideias de A Noite dos Mortos-Vivos, longa de 1968 dirigido por George A Romero que é identificado como o primeiro filme do gênero de zumbi já feito.

“[The Walking Dead] foi um filme que George Romero fez lá em 1968. E eles sugaram aquilo, e ainda estão sugando”, afirmou o cineasta.

Bem ou mal, Carpenter não está errado ao afirmar que Romero é uma influência para Kirkman, fato que o próprio não esconde:

“Uma noite, depois que saí da casa dos meus pais, havia alguma afiliada da Fox que estava passando A Noite dos Mortos-Vivos. Eu lembro de ter pensado, ‘Isso é louco. Há pessoas presas nessas casas e os zumbis estão tentando entrar’. E então eu ouvi que George Romero havia feito sequências; eu comprei todas e devo tê-las assistido todas as noites por meses”, contou em entrevista para a Rolling Stone.

“(…) Eu nem sei se ele gosta da série”, completou falando sobre Romero. “Eu peguei esse mundo que ele desenvolveu e transformei em uma telenovela pateta, então… eu estou bem crente que, você sabe, Stephanie Meyer [autora de Crepúsculo] é para Bram Stoker o que Robert Kirkman é para George Romero”, brincou.