Sinopse: Uma das organizações mais antigas da sétima arte, a National Board of Review divulgou hoje sua lista dos melhores de 2016. Cinéfilos, cineastas, acadêmicos e estudantes da região de Nova York votam na premiação, que ano passado apontou Mad Max: Estrada da Fúria como filme do ano. Tradicionalmente o título eleito pela NBR figura entre os indicados ao Oscar de Melhor Filme – sendo O Ano Mais Violento, esnobado pela Academia, a única exceção da década.

Fences foi completamente esquecido no churrasco e Aquarius não conquistou os membros da associação, que, além dos premiados, listou seus destaques em 2016.

Melhores filmes: A Chegada, Até o Último Homem, Ave, César!, A Qualquer Custo, Estrelas Além do Tempo, La La Land, Moonlight, Sully – O Herói do Rio Hudson, Silence e Dia de Heróis

Melhores filmes independentes: 20th Century Women, Capitão Fantástico, Creative Control, Decisão de Risco, The Fits, Sala Verde, Krisha, Morris from America, Sing Street e Hello, My Name is Doris

Melhores filmes estrangeiros: Elle, Neruda, Julieta, Terra de Minas e The Handmaiden

Melhores documentários: De Palma, The Eagle Huntress, Gleason, Miss Sharon Jones! e Vida, Animada

E os vencedores são:

MELHOR FILME: Manchester à Beira-Mar
MELHOR DIRETOR: Barry Jenkins (Moonlight)
MELHOR ATOR: Casey Affleck (Manchester à Beira-Mar)
MELHOR ATRIZ: Amy Adams (A Chegada)
MELHOR ATOR COADJUVANTE: Jeff Bridges (A Qualquer Custo)
MELHOR ATRIZ COADJUVANTE: Naomie Harris (Moonlight)
MELHOR ROTEIRO: Kenneth Lonergan (Manchester à Beira-Mar)
MELHOR ROTEIRO ADAPTADO: Jay Cocks e Martin Scorsese (Silence)
MELHOR ANIMAÇÃO: Kubo e as Cordas Mágicas
REVELAÇÃO MASCULINA: Lucas Hedges (Manchester à Beira-Mar)
REVELAÇÃO FEMININA: Royalty Hightower (The Fits)
MELHOR DIRETOR ESTREANTE: Trey Edward Shults (Krisha)
MELHOR FILME ESTRANGEIRO: O Apartamento
MELHOR DOCUMENTÁRIO: O.J.: Made in America
MELHOR ELENCO: Estrelas Além do Tempo
PRÊMIO SPOTLIGHT: A parceria criativa de Peter Berg e Mark Wahlberg
PRÊMIO DE LIBERDADE DE EXPRESSÃO: Cameraperson